Klaus Hart Brasilientexte

Aktuelle Berichte aus Brasilien – Politik, Kultur und Naturschutz

Brasiliens derzeitiges Wirtschaftsmodell inkompatibel mit Umweltschutz, laut bischöflicher Bodenpastoral CPT. EU-Lateinamerika-Gipfel in Madrid klammert Umweltschutz und Menschenrechte aus.

 “Modelo economico atual é incompati­vel com a preservaçáo do meio ambiente”

http://www.hart-brasilientexte.de/2010/05/06/sechs-wasserkraftwerke-in-amazonas-naturschutzgebieten-von-lula-regierung-geplant-laut-landesmedien-brasiliens-atomkraft-ausbau-mit-deutscher-hilfe/

O segundo dia do III Congresso Nacional da CPT teve início com uma análise da conjuntura política nacional. Com a ajuda do pesquisador César Sanson, os congressistas puderam analisar os efeitos do atual modelo econômico sobre o meio ambiente. Segundo o pesquisador, o fortalecimento de um Estado cada vez mais desenvolvimentista, impede a conservaçáo dos recursos naturais ainda disponíveis.

http://www.hart-brasilientexte.de/2009/10/05/brasilien-auf-uno-index-fur-menschliche-entwicklung-jetzt-platz-75-hinter-argentinien-chile-und-kuba/

http://www.hart-brasilientexte.de/2010/05/19/rindfleischexport-in-die-eu-fordert-amazonasvernichtung-laut-umweltexperten-weiter-kein-thema-beim-eu-lateinamerika-gipfel-in-madrid-sklavenarbeit-als-starker-kostensenkungsfaktor-ebenfalls-ausgek/

http://www.hart-brasilientexte.de/2010/05/18/brasilien-will-atomwaffen-entwickeln-laut-sicherheitsexperten-israels-brasilien-will-eine-weltmacht-sein/

A Plenária Geral do segundo dia do Congresso Nacional da CPT teve início com a análise da conjuntura política brasileira, assessorada pelo pesquisador do Centro de Pesquisa e Apoio aos Trabalhadores (CEPAT), César Sanson. O pesquisador destacou a importância de se debater as questões ambientais, que estáo diretamente ligadas às questões econômicas e sociais do país na atualidade. ”Os problemas ambientais enfrentados hoje pela humanidade sáo uma das mais graves consequências do modelo econômico, e expressam as contradições e a inviabilidade da continuaçáo do modelo de produçáo existente hoje no Brasil e no mundo. Na análise ressaltou-se ainda que hoje existe no país um fortalecimento cada vez maior de um estado neo-desenvolvimentista, que investe e financia grandes projetos de desenvolvimento a qualquer custo, tendo programas de mitigaçáo da pobreza apenas para compensar a populaçáo atingida pela concentraçáo de terras e de riqueza, mas que mascaram a necessidade de modificações do modelo de produçáo que explora os trabalhadores e os recursos naturais. Os trabalhadores, trabalhadoras e os movimentos sociais sáo hoje os principais protagonistas na construçáo de um projeto popular que contraponha o atual modelo de produçáo, destacou o pesquisador. Em depoimento durante a Plenária, o quilombola Manoel Santana, da comunidade Charco, localizada no município de Sáo Vicente Ferrer (MA) mostrou o exemplo de luta e resistência das comunidades tradicionais contra esse atual modelo e relembrou a luta das 92 famílias pela conquista do reconhecimento de seu território.  Para dar continuidade aos debates do III Congresso Nacional da CPT, os participantes seguem durante todo o dia de hoje aprofundando os temas relacionados à questáo ambiental e eclesial e os desafios dos camponeses e camponesas diante do contexto analisado.Diversidade ecumênica-cultural marca solenidade de abertura do III Congresso da CPTUma mistura de cores, ritmos, crenças, sotaques e culturas se encontraram na celebraçáo de abertura do III Congresso Nacional da Comissáo Pastoral da Terra, na noite desta segunda-feira (17/05), no Colégio Sáo José Marista em Montes Claros (MG). Cerca de 900 participantes, entre trabalhadores, trabalhadoras, religiosos, pesquisadores, agentes pastorais e convidados vindos de todo o país, prestigiaram a noite de acolhida.A mística inicial celebrou as lutas, a preservaçáo dos territórios e relembrou os Congressos anteriores da CPT, que buscaram, ao longo de sua história, defender a cultura camponesa. Com o tema ”Biomas, Territórios e Diversidade Camponesa, e sob o lema ”No clamor dos povos da terra, a memória e resistência em defesa da vida, é chegado o momento de refletir sobre os novos desafios apontados por camponeses e camponesas para as ações e presença da CPT nos próximos anos. Os trabalhadores rurais de Minas Gerais foram os primeiros a saudar os visitantes, destacando a importância do Congresso. A agricultora Laureci Ferreira Silva do assentamento Dois de Junho (Olhos D™Ã¡gua) destacou a presença expressiva das mulheres e dos jovens que váo dar mais força aos trabalhos. Já Cristovino, do assentamento Americano (Gráo Mogol), fez questáo de alertar sobre a preservaçáo do meio ambiente. ”A nossa vitória vai ser igual à nossa luta. Temos que lutar cada vez mais e preservar o restinho dos biomas que ainda existe, usar com consciência para que os nosso filhos também tenham direito. A natureza náo precisa de nós, é a gente que precisa dela!, exaltou. O Presidente Nacional da CPT, Dom Ladislau Biernaski oficializou a abertura das atividades. ”Nosso Congresso quer ser de fato um espaço de comunháo, para refletir sobre propostas que defendam nossos biomas, sobretudo, daqueles que utilizam a terra para explorar e concentrar. Dom Ladislau destacou que ”precisamos preservar e lutar por nossos territórios, os nossos irmáos indígenas e quilombolas também estáo sendo ameaçados e náo têm o direito à terra. Enquanto isso, muitos querem destruir a diversidade, investindo na produçáo de alimentos transgênicos e nas transnacionais, ressaltou. _______Maiores informações:Cristiane Passos e Ingrid Campos “ (38) 9180-4585Comunicaçáo@cptnacional.org.brwww.cptnacional.org.br (acompanhe pelo site todas as informações do Congresso, bem como as fotos, pequenos vídeos e as entrevistas em áudio).  Serviço: III Congresso Nacional da CPT Quando: 17 a 21 de maio de 2010Local: Colégio Marista Sáo José (Rua Padre Champagnat, nº 81, Centro), Montes Claros (MG)     

Bodenpastoral zu Agrotreibstoff:  http://www.hart-brasilientexte.de/2010/02/09/uraltbekanntes-in-neuer-studie-uber-amazonas-regenwaldzerstorung-durch-agrotreibstoff-forderung-mechanismen-seit-mehreren-jahren-bestens-bekannt-auch-von-brasiliens-kirche-permanent-angeprangert/     

Kant-Preis für Bischof Cappio: http://www.hart-brasilientexte.de/2009/05/06/kant-weltburgerpreis-2009-der-freiburger-kantstiftung-an-brasilianischen-bischof-luiz-cappio-lula-kritiker-menschenrechts-und-umweltaktivist/   

 http://www.hart-brasilientexte.de/2009/04/01/die-krise-und-der-kopf-des-arbeiters-massendemos-gegen-entlassungen-in-sao-paulo-und-18-weiteren-teilstaaten-brasiliens/

http://www.hart-brasilientexte.de/2010/01/19/thyssenkrupp-in-rio-de-janeiro-neues-stahlwerk-wird-immer-teurer-laut-handelsblatt-lokale-militardiktatur-im-umfeld-laut-grunen-politiker-alfredo-sirkis-todesschwadronen-folter-scheiterhauf/

“Ihr könnt nicht Gott und dem Geld dienen”: http://www.hart-brasilientexte.de/2010/02/11/ihr-konnt-nicht-gott-und-dem-geld-dienen-bischofliche-bruderlichkeitskampagne-2010-kritisiert-lulas-wirtschaftspolitik-radiospot-anklicken/

Dieser Beitrag wurde am Dienstag, 18. Mai 2010 um 23:34 Uhr veröffentlicht und wurde unter der Kategorie Kultur, Naturschutz, Politik abgelegt. Du kannst die Kommentare zu diesen Eintrag durch den RSS-Feed verfolgen.

«  –  »

Keine Kommentare

Noch keine Kommentare

Die Kommentarfunktion ist zur Zeit leider deaktiviert.

    NEU: Fotoserie Gesichter Brasiliens

    Fotostrecken Wasserfälle Iguacu und Karneval 2008

    23' K23

interessante Links

Seiten

Ressorts

Suchen


RSS-Feeds

Verwaltung

 

© Klaus Hart – Powered by WordPress – Design: Vlad (aka Perun)